Son dos Poemas (Sonia Gonçalves)

Se não há rega em abundância
Se não tem água com constância
A regra é clara
O amor verga qual vara
Tudo é raro, mas qual joia avara
A lei escreve dentro do legível
Apesar do vento que conspira
O que não te dignifica não inspira
EXPIRA.

(Son dos Poemas)

clique aqui para conhecer outros trabalhos da autora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s